Uncategorised

projeto1618

Encerrado : Projeto nº POCI-03-3560-FSE-000415

 cofinanc1

Objetivo principal| Promover o emprego e apoiar a mobilidade laboral

Região de intervenção |Norte e Centro

Entidade beneficiária |IAFE- Instituto da Empresa

Apoio no âmbito do sistema de incentivos

POCI- Programa Operacional Competitividade e Internaciolização

Formação- Ação para PME

Custo total elegível | 1.412.699,24 EUR

Apoio financeiro da União Europeia | FSE – 776.260,82 EUR

Apoio financeiro público nacional/regional | Não aplicável

Síntese do projeto:

Projeto Conjunto de Formação-Ação dirigido a PME das Regiões Norte e Centro do País, tendo previsto como objetivo específico intensificar a Qualificação das PME para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão em temáticas associadas à inovação e mudança, através de desenvolvimentos de formação-ação junto dos colaboradores das empresas participantes.

A metodologia de intervenção baseia-se no ciclo (PLAN-DO-CHECK-ACT), respeitando a ordenação lógica destas etapas. Neste sentido parte-se de um diagnóstico que permitirá a definição do plano de ação /desenvolvimento para a fase seguinte de implementação das medidas de consultoria e formação.

O projeto irá abranger 87 PME que serão distribuídas pelas seguintes temáticas cujos objetivos se descrevem de seguida.

Temática A - Organização e Gestão:

  • Promover competências nos recursos humanos da PME que permitam maiores níveis de autonomia e melhor adequação das suas qualificações aos desafios da otimização da organização e gestão da empresa, por via a alcançar a melhoria contínua da sua capacidade competitiva.
  • Qualificar a PME para reforçar a sua competitividade e capacidade de resposta no mercado global, através de um processo estruturado de formação- ação, assente num diagnóstico e subsequente implementação de medidas formativas (consultoria e ações de formação), que permitam melhorar dimensões no domínio da gestão operacional, de que são exemplo: introdução de novos métodos ou novas filosofias de organização do trabalho, reforço das capacidades de gestão, estudos e projetos, redesenho e melhorias de layout, ações de benchmarking, competências internas de diagnóstico e planeamento, melhoria das capacidades de desenvolvimento e distribuição de produtos, processos e serviços, etc.

Temática B – Implementação de Sistemas de Gestão (Qualidade, Ambiente, SST ou outros):

  • Otimizar processos através da implementação de Sistemas de Gestão, por forma a reduzir não conformidades, aumentar a visibilidade das empresas e credibilizar a sua atuação.
  • Contribuir pela via da formação-ação para a implementação de sistemas de gestão da qualidade ou de outros sistemas de gestão, não incluídos nas demais temáticas abrangidas pelo Programa, com vista à sua posterior certificação (seja pelo sistema português da qualidade ou por sistemas internacionais de certificação). Como resultado prevê-se um aumento da qualidade dos produtos, serviços ou processos de gestão das empresas, implementação de sistemas de gestão pela qualidade total, redução de não conformidades (processo, produto) certificação de produtos e serviços com obtenção de marcas.

Resultados esperados no projeto:

 graf11graf22graf33graf5

 

Equipa Pedagógica do Projeto nº POCI-03-3560-FSE-000415

Transforma PME

ModeloFEDER

Projeto Nº POCI-02-0853-FEDER-026454

Apoio no âmbito do Sistema de Incentivos POCI- Programa Operacional Competitividade e Internacionalização

Designação do Projeto: Transforma PME

Investimento Total: 352.920,00 EUR

Investimento Elegível: 275.294,11 EUR

Apoio Financeiro da UE (FEDER): 152.099,99 EUR

Apoio Financeiro Público Nacional: Não aplicável

Síntese do Projeto:

O projeto intervém em 3 áreas: Qualidade, Eco-Inovação e Inovação Organizacional e Gestão.

A incidência geográfica é a Região Norte, região onde a quase totalidade das empresas são PME.

Qualidade: Na área da qualidade propomos a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) em novas empresas e a Transição do SGQ ISO 9001:2015 nas empresas onde a norma anterior estava já implementada. Pretende-se a superação de expetativas e necessidades dos clientes, cada vez mais conscientes da Qualidade e exigentes com o seu fornecedor. A certificação da Qualidade demonstra o compromisso com a Qualidade, a satisfação dos clientes e o acompanhamento do mercado em constante evolução e reforça a imagem institucional.

Eco-Inovação: É nosso propósito apoiar as empresas no seu processo de aumento de competitividade pela eficiência ambiental, através da implementação de Sistemas de Gestão Ambiental, da realização de diagnósticos ambientais etc. já que é claro que o mercado, em especial o mercado internacional, premeia cada vez mais as empresas comprometidas com a sustentabilidade ambiental do planeta.

Organização e Gestão: Com a implementação do Lean, é expectável atingir-se uma drástica redução dos tempos dos processos produtivos, um aumento da capacidade e agilidade da empresa, uma libertação de espaços e uma redução dos custos operacionais, traduzidos num aumento contínuo da produtividade da empresa (poderá chegar até aos 50%/ano), numa melhoria do desempenho e do envolvimento do pessoal e no aumento da eficiência operacional dos equipamentos.

Resultados esperados:

resultados

 

Àgueda

Barra financiamento POISE PT2020 FSE

Local de Realização

Data de Início

Designação da Ação

Nível

Conteúdos

 
 

Águeda

15.01.2018

UFCD 3776 - Informática – Folha de Cálculo e Base de Dados

4

Folha de cálculo: Características; Vantagens e desvantagens; Criação, gravação e edição de uma folha de cálculo; Formatação; Gráficos com recurso a modelos pré-definidos; Preparação de conteúdos para a Internet.
Base de dados: Características; Vantagens e desvantagens; Modo de funcionamento; Componentes de uma base de dados; Manutenção de bases de dados; Publicação de conteúdos para a Internet.

 

Águeda

15.01.2018

UFCD 0628 - Língua Inglesa - Técnicas de Escrita

2

Documentos comerciais em língua inglesa
Documentos comerciais e contabilísticos
Documentos bancários
Frases comerciais tipo

 

Águeda

19.01.2018

UFCD 6213 - Condução e Manobra de Equipamentos de Carga e Descarga

2

Tipos de equipamentos
Empilhadores elevadores: Empilhadores convencionais térmicos;  Empilhadores convencionais eléctricos; Empilhadores retrácteis;  Empilhadores bilaterais e trilaterais;  Empilhadores telescópicos; Porta contentores e grandes cargas
Veículos guiados automaticamente: Stackers; Porta Paletes
Regras gerais de condução e circulação dos equipamentos: Estabilidade e centros de gravidade; Arranque do motor, operações de marcha e paragem do motor; Operações com dispositivo de elevação; Levantamento, transporte e colocação de cargas; Carregamento e descarregamento; Fases de empilhamento com empilhadores de contra-peso; Fases de descarregamento ou desempilhamento
Inspeção, limpeza e manutenção do equipamento: Operações periódicas de inspeção, limpeza e manutenção; Carga e manutenção das baterias
Regras de segurança: Identificação dos riscos na movimentação de cargas; Atribuição e responsabilidades ao operador; Estacionamento de equipamento em segurança; Ergonomia; Regras de higiene e segurança

 

Águeda

16.01.2018

UFCD 3564 - Primeiros Socorros

2

Tipos de acidente
Comportamento perante o sinistrado: Prevenção do agravamento do acidente; Alerta dos serviços de socorro público; Exame do sinistrado; Socorros de urgência; Primeiros socorros e conselhos de prevenção nos diferentes casos de dificuldade respiratória
- Dificuldades respiratórias – descrição: Socorros de urgência; Reanimação cardio-respiratória
Feridas, fraturas, acidentes respiratórios, acidentes digestivos, acidentes pelos agentes físicos, envelhecimento
Acidentes inerentes à profissão: Queimadura: Por corrente eléctrica; Hemorragia externa por ferimento (corte); Comportamento a seguir; Esterilização dos instrumentos;  Prevenção dos acidentes de trabalho, supressão de risco, proteção coletiva, proteção individual, sinalização
Serviço Nacional de Proteção Civil: Socorrismo e realidade
A profissão confrontada com a doença: Prevenção de acidentes e doenças profissionais: Higiene do profissional, Higiene do meio ambiente; Revisão de atuação em diferentes casos: Revisão dos efeitos tardios em certos acidentes.

 

Águeda

20.02.2018

UFCD 7848 - Gestão da Qualidade

4

Gestão da qualidade: Conceito e evolução histórica; Função qualidade, controlo da qualidade, garantia da qualidade, gestão da qualidade; Estratégia da organização e competitividade.
O Sistema Português da Qualidade: Normalização – normas de âmbito nacional, europeu e internacional; Metrologia – a exatidão das medições realizadas; Qualificação – acreditação e certificação.                                                                                                                                                                                                                  Relação entre os sistemas de gestão da qualidade e os modelos de excelência
Aspetos transversais aos sistemas de gestão da qualidade: Princípios de gestão da qualidade; Requisitos dos sistemas de gestão da qualidade e requisitos dos produtos; Desenvolvimento e implementação de um sistema de gestão da qualidade; Abordagem por processos: a metodologia PDCA; Política da qualidade e objetivos da qualidade; Papel da gestão de topo no âmbito do sistema de gestão da qualidade; Motivação para a qualidade; Documentação do sistema de gestão da qualidade; Monitorização e medicação; Avaliação dos sistemas de gestão da qualidade; Ferramentas da qualidade; Custos da qualidade; Melhoria contínua.
Compatibilidade com outros sistemas de gestão e sua integração
Questões da qualidade adaptadas a um setor da qualidade

 

Águeda

20.02.2018

UFCD 7844 - Gestão de Equipas

4

Organização do trabalho de equipa
Comunicar eficazmente com a equipa
Gestão orientada para os resultados e para as pessoas
Técnicas de motivação e dinamização da equipa
Gestão de conflitos
Orientação da equipa para a mudança
Liderança: Liderança de equipas: fenómenos e dinâmicas próprias, desafios e problemas específicos; Diferentes preferências pessoais e o seu impacto em funções de liderança; Diferentes estilos de Liderança; Competências necessárias à coordenação de equipas; Estratégias de mobilização da equipa para um desempenho de excelência; Gestão de situações problemáticas na equipa
Trabalho em equipa: implicações e especificidades; Excelência no trabalho em equipa; Diferenças interpessoais e o seu impacto no trabalho em equipa; Mobilização de recursos pessoais em função da equipa; Como ultrapassar impasses e obstáculos no trabalho em equipa

 

Águeda

Em breve

UFCD 7847- Aplicações Informáticas na Ótica do Utilizador

4

Informática – conceitos gerais
Operações elementares com o sistema operativo
Processamento de texto: Características e vantagens do processador de texto; Criação, gravação e edição de documentos; Formatação de documentos; Impressão de documentos
Folha de cálculo
Sistema de gestão de base de dados
Aplicação de apresentação de diapositivos
Internet: Características e vantagens da internet; Pesquisa de informação;                                                                                                                                           Correio eletrónico: Características e vantagens do correio eletrónico; Elaboração, envio, receção e leitura de mensagens de correio eletrónico
Gestão de agenda e calendário
Gestão de contactos
Gestão de tarefas
Utilização da Web 2.0 – Wikis, blogs, mash-ups, redes sociais, …

 

Águeda

Em breve

UFCD 3296 - Higiene e Segurança Alimentar

2

Noções de microbiologia
Noções de higiene
Conservação e armazenamento de géneros alimentícios
Noções de limpeza e desinfecção
Introdução à aplicação do APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controlo)

 

Águeda

Em breve

UFCD 7538 - Manutenção Industrial

4

Manutenção industrial: Conceitos de manutenção industrial; Organização técnica e administrativa da manutenção; O papel da manutenção; O custo da manutenção; Tipos de manutenção; A manutenção e os seus parceiros; A ligação da manutenção com a produção; Estrutura do serviço de manutenção;                           Organização de um serviço de manutenção: Planificar a manutenção; Classes de manutenção; Sequência processual; Mecanização; Período de trabalho
Prevenção na manutenção: A manutenção preventiva e os se Diagnóstico de avarias em diversos tipos de equipamento
Tipologias e causas das avarias mais comuns
Avarias e anomalias de funcionamento
Instrumentos apropriados para a realização de manutenção
Operações de manutenção
Manutenção produtiva total (TPM) us objetivos; A elaboração de um programa de intervenção preventiva; Aquisição
Ensaios; Funcionamento; Dossiê da manutenção                                                                                                                                                                               Diagnóstico de avarias em diversos tipos de equipamento: Tipologias e causas das avarias mais comuns; Avarias e anomalias de funcionamento
Instrumentos apropriados para a realização de manutenção
Operações de manutenção
Manutenção produtiva total (TPM)

 

Águeda

Em breve

UFCD 6595 - 5 S

4

O que são os 5S
Vantagens da aplicação dos 5S
Classificar
Organizar
Limpar
Normalizar
Disciplinar e melhorar
Controlo visual
Realização de auditoria 5S
Sistema de indicadores
Aplicação prática em posto de trabalho

 

Águeda

Em breve

UFCD 3782 - Segurança no Trabalho – Equipamentos

4

Selecção de equipamentos de proteção individual face aos riscos, natureza e tipo de trabalho
Metodologias para conceção de listas de verificação a partir de diplomas legais
Normas técnicas
Códigos de boas práticas
Informação técnica
Manuais de instruções dos equipamentos: Por setor de actividade; Por tipo de risco; Por profissão; Por operação; Por componente material do trabalho.
Instrumentos de deteção e de medição de leitura direta no domínio da segurança e seus princípios de funcionamento: Explosivímetros; Detectores de gases; Vapores manómetros

 

Águeda

Em breve

UFCD 0677 - Recursos Humanos – Processos de Recrutamento, Seleção e Admissão

4

Técnicas de recursos humanos: A diferença entre recrutar e seleccionar; Necessidades de recrutamento: Diferentes tipos de recrutamento (externo e interno)
Fases do recrutamento e selecção
Diversas fontes de recrutamento (anúncios, bolsa de candidaturas, contactos, sites e outros)                                                                                                                Fases e instrumentos de selecção: Triagem curricular; Os testes e as entrevistas; Comunicação de resultados
Admissão de pessoal: Acolhimento na empresa; Abertura do processo; Processos individuais de pessoal
Base de dados do pessoal: Organização e Manutenção

 

Águeda

Em breve

UFCD 0353 - Atendimento Telefónico

4

Etapas e regras do atendimento telefónico:- Etapas do atendimento telefónico: Guião de apoio ao Operador; - Abordagem inicial; Prestação do Serviço / reencaminhamento; Despedida; - Regras elementares do comportamento no atendimento telefónico
Comunicação telefónica: Linguagem adequada à comunicação telefónica; Comunicação verbal (a forma): Articulação; Fluência;  Modulação (volume, ritmo e tom)

 

Águeda

Em breve

UFCD 0432 - Estratégias de Fidelização

2

Conceito e objetivos da fidelização
Mecanismos que afetam a relação com o cliente e a sua fidelização
Estratégias de fidelização

 

Águeda

Em breve

UFCD 0404 - Organização Pessoal e Gestão do Tempo

2

Técnicas para inventariação das atividades desenvolvidas
Técnicas para análise das atividades desenvolvidas e sua priorização
Identificação do potencial de melhoria de cada uma das atividades
Regras básicas de organização pessoal
Regras fundamentais da gestão do tempo
Desenvolvimento de planos de ação de melhoria de desempenho utilizando as regras básicas de gestão do tempo e de organização pessoal

 

Águeda

Em breve

UFCD 8143 - Proteção Ambiental

2

Conceitos e fundamentos da proteção ambiental
Importância do ambiente
O ambiente perante a estratégia da empresa
Normas nacionais e internacionais da proteção ambiental
Conceitos e fundamentos da gestão de resíduos
Tipos de resíduos e sua classificação
Processos de tratamento e valorização de resíduos

 

Águeda

Em breve

UFCD 7850 - Gestão de Stocks

4

Noção e objetivos do Aprovisionamento
Função de um serviço de compras
Organização das compras
Preenchimento de documentação comercial
Operações da gestão de stocks: Armazenagem; Gestão de entradas/saídas;  Transportes;  Inventários
A gestão de stocks: Gestão material de stocks; Gestão administrativa dos stocks; Gestão económica dos stocks; Curva ABC como método de gestão; Classificação dos stocks.
Modelos e métodos de Aprovisionamento
Custos envolvidos nos stocks
Elaboração de orçamentos

 

Projeto 2019-2021

CONSULTE AQUI A FICHA DO PROJETO

fpmeia 

O IAFE- Instituto da Empresa irá iniciar em setembro de 2019 um Projeto Conjunto de Formação- Ação, dirigido a 96 PME que visa intervir na qualificação dos RH das PME com atividade nas Regiões do Norte, Centro e Alentejo.

Com co-financiamento através do Compete 2020 e do Fundo Social Europeu, em 90 % não reembolsáveis ao abrigo do regime de auxílio de minimis, o projeto propõe-se intervir em cada PME através de um pacote muito significativo de horas de consultoria e de horas de formação.

O IAFE encontra-se a selecionar as PME que manifestem interesse em Adesão a este projeto.

 PARA QUEM?

O Projeto dirige-se a empresas até 249 trabalhadores com estatuto de PME e o nº de horas (consultoria e formação) afeto a cada Empresa difere da sua dimensão (micro, pequena ou média empresa). Por exemplo, para uma pequena empresa o projeto prevê uma intervenção à medida constituída por 80 horas de formação e mais 120 horas de consultoria (consultar quadro final).

COMO?

O Projeto Conjunto de “Formação/Ação PME 2019-2021” é uma intervenção em contexto empresarial, altamente diferenciadora, assente num diagnóstico inicial seguido da implementação de medidas concretas de consultoria e de ações de formação, visando melhorar dimensões-chave das empresas. A intervenção é desenhada à medida das necessidades de cada organização, em função das especificidades de cada PME participante.

QUAL A TEMÁTICA DE INTERVENÇÃO?

O projeto conjunto de formação-ação para PME que o IAFE se encontra a preparar prevê que cada PME, em função das suas necessidades de qualificação específicas, possa vir a ser integrada numa das seguintes TEMÁTICAS:

-  INTERNACIONALIZAÇÃO

-  ECONOMIA DIGITAL

-  GESTÃO DA INOVAÇÂO

-  IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO

-  GESTÃO COMERCIAL E MARKETING


OBJETIVOS E LINHAS ORIENTADORAS DE CADA TEMÁTICA:

Internacionalização

Objetivo geral:

  • Capacitar as PME para encetarem processos de internacionalização e entrarem em outrosmercados.

Linhas orientadoras:

  • Conhecimento de mercados externos e caracterização de parceiros; criação, desenvolvimento e promoção internacional de marcas; prospeção, posicionamento e presença de produtos/serviços em mercados internacionais; marketing internacional; nova organização das práticas comerciais; novos métodos de relacionamento externo; certificações específicas para os mercados externos; desenvolvimento de instrumentos de gestão orientados para a internacionalização; redefinição do modelo de negócio; domínio das condições legais, económicas eculturais.

Prevê-se concretizar um aumento das exportações, aumento da presença em mercados internacionais, alargamento da base exportadora, reforço do capital exportador, ampliação dos canais de exportação, prospeção de mercados, diversificação de produtos, serviços ou modelos de negócio.

 

Economia digital

Objetivo geral:

  • Inovar na digitalização do modelo de negócio para reforço do posicionamento e notoriedade à escala global.

Linhas orientadoras:

  • Desenvolvimento de redes modernas de distribuição e colocação de bens e serviços no mercado; criação e/ou adequação dos modelos de negócios com vista à inserção da PME na economia digital; presença na web; introdução de sistemas de informação aplicados a novos métodos de distribuição e logística; Fusão de tecnologias e pela integração de sistemas físicos e digitais; utilização de ferramentas sofisticadas de marketing para ampliação da presença nomercado.

Gestão da inovação

Objetivo geral:

  • Capacitar as PME em competências de gestão da inovação que estimulem o desenvolvimento interno e a cooperação empresarial e a capacidade de resposta no mercadoglobal.

Linhas orientadoras:

  • Introdução de novos métodos ou novas filosofias de organização do trabalho; aplicação de métodos de estímulo à criatividade; atividades de design thinking; construção de planos de inovação; projetos de desenvolvimento de novos produtos/serviços/projetos empresariais; fomento do intraempreendedorismo; estímulo à cooperação interempresarial; redesenho e melhorias de layout; ações debenchmarking.

Pretende-se alcançar o desenvolvimento e implementação de soluções novas e/ou de soluções melhoradas ao nível de processos, produtos, serviços, organização ou marketing; ganhos de competitividade, desempenho e conhecimento; reforço das capacidades de gestão, estudos e projetos; a concretização de inovação organizacional por via da aplicação de um novo método organizacional na prática do negócio ou na organização do local de trabalho.

Implementação de sistemas de gestão (Qualidade, Ambiente, SST ou outros)

Objetivo geral:

Otimizar processos e criar vantagens competitivas que fortaleçam as PME face à concorrência e melhorem a sua reputação junto dosstakeholders.

Linhas orientadoras:

  • Sensibilização e contributo para a implementação de sistemas de gestão da qualidade, ambiente, segurança e saúde no trabalho, ou de outros sistemas de gestão, com vista à sua posterior certificação (seja pelo sistema português da qualidade ou por sistemas internacionais decertificação).

Espera-se o aumento da qualidade dos produtos, serviços ou processos de gestão das empresas, implementação de sistemas de gestão pela qualidade total, redução de não conformidades (processo, produtos) e ineficiências, certificação de produtos e serviços com obtenção de marcas; maximização da eficiência; desenvolvimento sustentável da PME.

Gestão comercial e marketing

Objetivo geral:

  • Desenvolver competências e implementar estratégias de logística, divulgação, comércio evendas.

Linhas orientadoras:

  • Internalizar habilidades para conduzir processos de compra e venda; implementar novos métodos de recolha, seleção e interpretação de informação relevante para o processo negocial; incrementar capacidades de comunicação e argumentação para o contacto com clientes, fornecedores e vendedores; desenvolver e implementar estratégias de marketingdiferenciadoras.

Prevê-se conseguir a resolução de problemas negociais com resultados win-win; planear e coordenar o processo de comercialização e venda de produtos e/ou serviços; definir políticas e estratégias comerciais da PME; planos de marketing.


Duração da Intervenção e Número de Formandos (Quadro Exemplificativo)

Horas de Intervenção por Dimensão de PME

Nº médio de formandos estimado

** Comparticipação estimada da empresa (10%)

Dimensão PME

Nº horas formação (A)

Nº horas consultoria (B)

Total horas de formação-ação (A+B)

Formação teórica

Consultoria formativa

Micro (ambiente inter- empresas)*

75

100

175

3

3

938,44 €

Micro (ambiente intra- empresa)

75

100

175

6**

3

1 110,00 €

Pequena

80

120

200

8**

3

1326,25€

Média

100

150

250

10**

3

1707, 81 €

NOTAS IMPORTANTES

O nº de horas de intervenção será idêntico para todas as Temáticas que se prevê abranger pelo Projeto Conjunto do IAFE.

Em função do diagnóstico prévio e das suas necessidades específicas cada PME é integrada numa das Temáticas. A componente de consultoria será sempre realizada dentro da empresa (ambiente intraempresa), independentemente da dimensão da PME.

Os 3 colaboradores que participarem na componente de consultoria têm de participar também na componente de formação.

O nº mínimo de colaboradores por PME para a componente de formação é de 6 formandos para que venha a ser possível a realização da componente de formação em ambiente intraempresa, sempre que tal se justifique.

* As microempresas que não tenham um mínimo de 6 participantes na formação, somente poderão realizar a formação em ambiente inter-empresas realizando, por exemplo, a formação com 3 colaboradores que serão integrados numa turma em que participarão formandos oriundos de outra micro empresa, em local a definir.

** Números médios de formandos por empresa, estimados em função da dimensão da PME. Poderão vir a ser integrados mais formandos, situação a analisar empresa a empresa, no momento da implementação.

O valor estimado da comparticipação da empresa (10%) foi calculado tendo por base o nº de horas de consultoria e de formação a realizar por cada PME bem como o nº de formandos indicativo apresentado, sendo pago em pequenas tranches ao longo do projeto em função da execução real das horas em cada PME.

COMO PODE BENEFICIAR?

As PME que pretendam usufruir das vantagens do Programa ”Formação/Ação PME 2019-2021” deverão contactar o IAFE que se disponibiliza para prestar todas as informações e esclarecimentos às PME que queiram vir a participar nesta edição com início em 2019.

 

Contactos: Tel.: 229 773 910 |Telem. +351 934 009 263 | E-mail.: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. / Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

logoianovo 1aepfpmecofinanc1

Porto

Barra financiamento POISE PT2020 FSE

Local de Realização

Data de Início

Designação da Ação

Nível

Conteúdos

 
 

Porto

Em breve

UFCD 3564 - Primeiros Socorros

2

Tipos de acidente
Comportamento perante o sinistrado: Prevenção do agravamento do acidente; Alerta dos serviços de socorro público; Exame do sinistrado; Socorros de urgência; Primeiros socorros e conselhos de prevenção nos diferentes casos de dificuldade respiratória
- Dificuldades respiratórias – descrição: Socorros de urgência; Reanimação cardio-respiratória
Feridas, fraturas, acidentes respiratórios, acidentes digestivos, acidentes pelos agentes físicos, envelhecimento
Acidentes inerentes à profissão: Queimadura: Por corrente eléctrica; Hemorragia externa por ferimento (corte); Comportamento a seguir; Esterilização dos instrumentos;  Prevenção dos acidentes de trabalho, supressão de risco, proteção coletiva, proteção individual, sinalização
Serviço Nacional de Proteção Civil: Socorrismo e realidade
A profissão confrontada com a doença: Prevenção de acidentes e doenças profissionais: Higiene do profissional,Higiene do meio ambiente; Revisão de atuação em diferentes casos: Revisão dos efeitos tardios em certos acidentes.

 

Porto

Em breve

UFCD 7229 - Gestão do Stress do Profissional

2

O Stress:Conceito de stress; Fatores de risco: emocionais, sociais, organizacionais; Sinais e sintomas; Consequências negativas do stress; Medidas preventivas; Técnicas de controlo e gestão de stress profissional; Como lidar com situações de agonia e sofrimento; Técnicas de auto-proteção
As emoções; Conceito de emoção; Características fisiológicas, cognitivas e comportamentais das emoções; Estratégias de gestão das emoções

 

Porto

Em breve

UFCD 3776 - Informática – Folha de Cálculo e Base de Dados

4

Folha de cálculo: Características; Vantagens e desvantagens; Criação, gravação e edição de uma folha de cálculo; Formatação; Gráficos com recurso a modelos pré-definidos; Preparação de conteúdos para a Internet.
Base de dados: Características; Vantagens e desvantagens; Modo de funcionamento; Componentes de uma base de dados; Manutenção de bases de dados; Publicação de conteúdos para a Internet.

 

Porto

Em breve

UFCD 0757 - Folha de Cálculo - funcionalidades avançadas

2

Múltiplas folhas de cálculo: Múltiplas folhas; Reunião de folhas de cálculo; Ligação entre folhas
Resumo de dados: Inserção de subtotais; Destaques; Relatórios
Análise de dados: Análise de dados em tabelas e listas: - Criação, ordenação e filtragem de dados; - Formulários; Criação e formatação de uma tabela dinâmica; Utilização de totais e subtotais; Fórmulas em tabelas dinâmicas; Elaboração de gráficos
Macros: Macros pré-definidas; Macros de personalização das barras de ferramentas; Criação e gravação de uma macro; Atribuição de uma macro a um botão; Execução de uma macro

 

Porto

Em breve

9214 - Marketing Digital

4

Internet e os canais de distribuição: Business to business – B2B; Business to consumer - B2C; One to one - O2O; Business to administration - B2A
Portais/ sites/motores de busca/ centro comerciais virtuais/ lojas virtuais: O papel do website no marketing digital; Desenvolvimento e manutenção de páginas web; Arquitetura de informação; Usabilidade; Planeamento de um Web Site; E-commerce
Tecnologias de informação e a relação com o cliente: A tecnologia ao serviço do marketing e da comunicação; O novo consumidor digital; Mensagens e formatos de comunicação digital com o cliente;                                E-consumidor: Características; Tendências de consumo; Hábitos de consumo nas plataformas digitais; Processos de decisão de compra; Satisfação dos e-consumidores
E-marketing: Conceito e evolução; Fundamentos do e-marketing; Vantagens da internet para os consumidores; Internet e o desenvolvimento de novas aplicações do marketing; Customer relationship management (CRM)
E-commerce: Conceito; Motivações para a adesão ao e-commerce; Fatores de sucesso

 

Porto

Em breve

0457 - Artes Decorativas

4

Caracterização das artes decorativas: Objectivos e campos de aplicação das artes decorativas; Artes decorativas portuguesas: - Têxteis - tapetes, tapeçarias, rendas e bordados; - Mobiliário; - Talha, estuques e azulejos
Factores históricos das artes decorativas: Pintura mural egípcia; os ornamentos nas cortes dos faraós; Cerâmica grega; vasos de figuras vermelhas sobre fundo negro e de figuras negras sobre fundo vermelho; Pintura mural egípcia; os ornamentos nas cortes dos faraós; Cerâmica grega; vasos de figuras vermelhas sobre fundo negro e de figuras negras sobre fundo vermelho; Herculanum e Pompeia - mosaicos e pinturas a fresco; Iluminuras românicas e os vitrais góticos; Talha dourada e os azulejos barrocos; Mobiliário na corte francesa de Louis XV; Paixão pela modernidade - Arte Nova. A curva francófona e a reta anglo-saxónica. Os vidros e as joias de R. Lalique
Descoberta do túmulo de Tutankhamon na criação de interiores, adereços, mobiliário e vestuário. A contribuição do cinema como divulgador de tendências
Exotismo - Art Deco. Interiores de comboios (o Expresso do Oriente), salões de transatlânticos (o Titanic). Salvador Dali - a ironia como tema; Revivalismos dos anos 50 - Mobiliário Arts and Crafts revisitado

 

Porto

Em breve

8261 - Língua Inglesa - serviço de restaurante/bar (elementar)

2

Funcionamento da língua inglesa: Regras gramaticais de sintaxe e semântica; Unidades significativas: parágrafos, períodos, tipos de fase, estrutura frásica
Adequação discursiva; Vocabulário técnico dos serviços de restaurante/bar: atendimento ao cliente, consulta de documentação técnica, planeamento e organização do trabalho de restaurante/bar, execução dos diferentes serviços de restaurante/bar, equipamentos e utensílios, prestação dos primeiros socorros e aplicação de técnicas básicas de emergência, despedida e resolução de reclamações; Sugerir; Descrever; Perguntar e exprimir preferências; Aconselhar; Apresentar; Pedir autorização
Descrição e identificação: Serviço de restaurante/bar

 

Porto

Em breve

4214 - Língua Inglesa aplicada ao restaurante(bar (Independente)

4

Vocabulário específico ao serviço de mesa/bar em língua inglesa
Fórmulas e estruturas habituais na comunicação oral em inglês - as expressões básicas utilizadas usualmente, comunicação no contexto social e profissional
Fórmulas e estruturas habituais na comunicação escrita em inglês
Aspectos sonoros, rítmicos e de entoação característicos na comunicação oral em inglês

 

Porto

Em breve

0386 - Língua Inglesa - organização administrativa da venda

4

Correspondência comercial em língua inglesa: Leitura analítica; Comunicação escrita como uma mensagem de venda; Formas e modelos de correspondência comercial
Regra prática para a escrita de números; Abreviaturas mais usadas na correspondência comercial
Trabalho administrativo comercial: Ficha de cliente; Minutas e actas; Relatório de actividade; Apresentação das estatísticas de actividade; Proposta comercial

 

Porto

Em breve

8307 - Língua Inglesa - turismo e hotelaria na região (Independente)

4

Funcionamento da língua inglesa: Regras gramaticais de sintaxe e semântica; Unidades significativas: parágrafos, períodos, tipos de fase, estrutura frásica; Adequação discursiva
Funções da linguagem: Comparar e contrastar; Prestar e receber informações; Ouvir e exprimir opiniões; Sugerir; Descrever; Perguntar e exprimir preferências; Aconselhar; Apresentar; Pedir autorização; Criticar
Descrição e identificaçã: Oferta turística da região; Oferta hoteleira da região; Tradições da região

 

Porto

Em breve

8308 - Língua francesa - Turismo e Hotelaria na Região

4

Funcionamento da língua francesa: Regras gramaticais de sintaxe e semântica; Unidades significativas: parágrafos, períodos, tipos de fase, estrutura frásica; Adequação discursiva
Funções da linguagem: Comparar e contrastar; Prestar e receber informações; Ouvir e exprimir opiniões; Sugerir; Descrever; Perguntar e exprimir preferências; Aconselhar; Apresentar; Pedir autorização; Criticar
Descrição e identificação: Oferta turística da região; Oferta hoteleira da região; Tradições da região

 

Porto

Em breve

8275 - Língua Espanhola - Serviço de Restaurante/Bar

2

Funcionamento da língua espanhola: Regras gramaticais de sintaxe e semântica; Unidades significativas: parágrafos, períodos, tipos de fase, estrutura frásica
Adequação discursiva; Vocabulário técnico dos serviços de restaurante/bar: atendimento ao cliente, consulta de documentação técnica, planeamento e organização do trabalho de restaurante/bar, execução dos diferentes serviços de restaurante/bar, equipamentos e utensílios, prestação dos primeiros socorros e aplicação de técnicas básicas de emergência, despedida e resolução de reclamações; Sugerir; Descrever; Perguntar e exprimir preferências; Aconselhar; Apresentar; Pedir autorização
Descrição e identificação: Serviço de restaurante/bar

 

Porto

Em breve

8222 - Língua Espanhola - Informação Turística da Região

2

Funcionamento da língua espanhola: Regras gramaticais de sintaxe e semântica; Unidades significativas: parágrafos, períodos, tipos de fase, estrutura frásica; Adequação discursiva
Funções da linguagem: Comparar e contrastar; Ouvir e exprimir opiniões; Sugerir; Descrever; Perguntar e exprimir preferências; Aconselhar; Apresentar; Pedir autorização
Descrição e identificação: Património geográfico e cultural; Atrações turísticas da região; Oferta turística da região; Gastronomia e hábitos alimentares; Expressões idiomáticas espanholas

 

Porto

Em breve

0703 - Cortesia, Etiqueta e Protocolo no Atendimento

4

Imagem: Requisitos de uma boa imagem pessoal e profissional; A importância da comunicação não verbal na projeção da imagem; Apresentações e cumprimentos; Vestuário profissional feminino e masculino
Tratamentos honoríficos (escritos e verbais): oficiais; empresariais; eclesiásticos; nobiliárquicos; militares
Civilidade no escritório: Cortesia no atendimento; Protocolo aplicado à comunicação escrita; Organização e comportamento em: - Reuniões de trabalho; - Refeições;
- Precedências

 

Porto

Em breve

9220 - Gestão de Conteúdos Digitais

4

Marketing viral: Conceitos e princípios
Plataformas de conteúdos digitais: Anúncio digitais; Adwords; Blogues; Fóruns; Banners; Motores de busca/redes sociais
Conteúdos para a Web: Web copywriting; Meios; Formatos; Enquadramento; Particularidades
Marca e os conteúdos digitais: Identidade e personalidade da marca; Segmentação do conteúdo adaptado ao target
Informação digital: Conteúdo offline vs online; Estrutura de conteúdos; Informação relevante para o consumidor
SEO: Conteúdos para os motores de busca; Gamification e storytelling; User Generated content; Incentivar os consumidores a criar conteúdo; Buzz marketing e marketing viral
Gestão dos blogues: Títulos das entradas enquanto title tag no header; Link automático para a página principal em todas as páginas; Arquivos e etiquetas; Catalogar as diferentes secções; Entradas do blog de acordo com o tema e assunto; Indexação pelos motores de busca; Importância do um texto âncora; Seleção das fontes
Estratégias e tendências

 

Porto

Em breve

9219 Social Media

4

Introdução ao social media: História e evolução de social media; O Novo paradigma da comunicação
Mobile social media: Plataformas e redes sociais; Plano estratégico; O futuro móvel e social
Conteúdo para redes sociais: Interação com os utilizadores; Diferentes formatos de conteúdos; Conteúdo visual; Vídeo marketing
Novas funções: Social media manager; Social media strategist; Community manager; Content strategist
Monitorização e gestão da reputação online: Social media ROI; Social CRM
Gestão das redes sociais: Gestão das redes sociais para a construção de uma relação de fidelização com o cliente; Monitorização e gestão da reputação online